Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness (MBCT)

A Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness (Mindfulness-Based Cognitive Therapy – MBCT) é uma das terapias que compõem as Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais de Terceira Geração. Estas correspondem à última geração de psicoterapias, ou seja, as terapias psicológicas mais modernas e atuais, e com uma melhor relação entre custos e benefícios para as pessoas que procuram fazer psicoterapia.

Na sua base, o programa MBCT integra as práticas de mindfulness com as técnicas da TCC. Assim, através do mindfulness – ou seja, o exercício da concentração e da atenção plena no momento presente – treinamos a nossa mente para uma maior consciência e compreensão dos nossos padrões de pensamento (cognições), comportamento e sentimento. Isto ajuda a libertar-nos de padrões disfuncionais e capacita-nos para o desenvolvimento de novos padrões mais funcionais, nomeadamente, novos comportamentos, atitudes, ações e reações/respostas, pensamentos, crenças, sentimentos e emoções, promotores do nosso bem-estar.

A MBCT é uma terapia muito sensível e gentil que trabalha a mudança através do cultivar de atitudes amigáveis connosco próprios (ex., aceitação incondicional, auto compaixão, auto perdão, não-julgamento, entre outras). Ajuda a conhecermo-nos melhor e a estabelecermos uma relação, (mais) amigável e satisfatória, com nós mesmos, com a vida e o mundo que nos rodeia. E capacita-nos para lidar melhor com diversas dificuldades e problemas. Os estudos científicos(*) comprovam a eficácia desta terapia, nomeadamente, no tratamento de problemas como depressão, ansiedade, stress, situações de doença física e/ou dor crónica, entre muitos outros. Esta terapia é eficaz na diminuição do mal-estar e do sofrimento em geral, e na promoção do bem-estar mental, psicológico e emocional. Leva ao aumento da nossa satisfação com a vida, e, por isso, esta terapia é indicada e benéfica para qualquer pessoa.

A Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness foi desenvolvida pelo Professor de Psicologia Clínica Mark Williams, da Universidade de Oxford, juntamente com os investigadores John Teasdale e Zindel Segal, das Universidades de Cambridge e de Toronto. A terapia foi inspirada nos programas de Redução de Stress Baseados em Mindfulness (MBSR) do Professor Jon Kabat-Zinn, da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos da América, programas esses que ainda hoje têm um enorme sucesso.

A Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness recorre a um conjunto diversificado de métodos psicoterapêuticos, desde as técnicas cognitivas e comportamentais (baseadas na Psicoterapia Cognitivo-Comportamental), as práticas de mindfulness, até outras técnicas terapêuticas, cuja eficácia se encontra comprovada cientificamente. Atualmente a eficácia e o sucesso desta terapia é tal, que é considerada a forma prioritária de tratamento numa grande parte das unidades de saúde da América do Norte e da Europa. Por exemplo, na Inglaterra, esta terapia é recomendada pelo Instituto Nacional de Saúde para Cuidados de Excelência.

Esta terapia é eficaz quando praticada de forma isolada, mas demonstra maior sucesso (na ajuda que proporciona às pessoas que fazem esta psicoterapia) quando é praticada em conjunto com as outras terapias que compõem igualmente as Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais de Terceira Geração, ou seja, em combinação com a Psicoterapia Cognitivo-Comportamental, a Terapia da Aceitação e Compromisso, a Terapia Focada na Compaixão e a Terapia Comportamental Dialética.